Alimentos que auxiliam no combate a demência e a doença de Alzheimer

Gostou desse artigo? Compartilhe..

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no telegram

Estilo de vida, hábitos e alimentação.

Sabia que a cada 66 segundos uma pessoa é diagnosticada com Doença de Alzheimer nos Estados Unidos?

Sabia que estilo de vida, hábitos mais saudáveis e funcionais, e alimentação adequada são oportunidades que podem melhorar ou até mesmo reverter a maioria dos sintomas dessa doença, especialmente em seus estágios iniciais?

Diversos elementos devem ser analisados no sentido de uma abordagem mais personalizada para um paciente com demência ou doença de Alzheimer. Dentre eles estão: nutrição, genética, nível de inflamação, toxinas, equilíbrio hormonal, saúde intestinal, saúde das mitocôndrias, e o metabolismo.  Uma combinação nutricional adequada mais mudanças em estilo de vida podem sim ter um impacto mais relevante na saúde do paciente do que simples “monoterapias”.

A nutrição é um fator modificável de estilo de vida crucial, e que depende exclusivamente de nosso empenho. Daremos algumas dicas de “supercomidas” para o cérebro que podem ajudar em casos de demências, déficit cognitivo ou Doença de Alzheimer.

BERRIES, FRUTOS DO BOSQUE E CEREJAS

Exemplos: morangos, amoras, blueberries (mirtilos), cranberries (oxitoco), framboesas, e cerejas.

A bela cor dessas frutas se deve à abundância de antocianina que eles contêm, um poderoso fitonutriente com atividade bem estabelecida contra danos causados pelos radicais livres. Como se isso não bastasse, eles são uma excelente fonte de fibra para eliminação de toxinas e controle da glicose, possui potentes propriedades anti-inflamatórias e são uma rica fonte de vitaminas antioxidantes C e E.

Os mirtilos são especialmente benéficos porque são os mais altos em atividade antioxidante e contêm altos níveis de ácido gálico, um composto fenólico conhecido por sendo um protetor potente da neurodegeneração. Mirtilos também foram mostrado para melhorar a memória.

CACAO

O cacau é utilizado há séculos na medicina tradicional devido a suas poderosas propriedades curativas. Cacau em pó em natura, derivado das vagens e grãos da planta de cacau, contém mais de 300 substâncias diferentes e é considerado um dos antioxidantes mais poderoso e alimento neuroprotetor.

Para obter o seu máximo benefício como alimento terapêutico, use cacau em pó, os grãos, ou optar por 70% de chocolate amargo (ou mais escuro!) sem adição de açúcar ou aditivos.

Eu, Dr Kleiner, quase que diariamente como grãos de cacau juntamente com uma xícara de café orgânico todos os dias. Adoro!

ERVAS E ESPECIARIAS

As especiarias não apenas dão sabor aos alimentos, mas também possuem poderosos benefícios à saúde que reduzem o risco de declínio cognitivo. Algumas das principais ervas e especiarias incluem alho, gengibre, canela, sálvia, açafrão, cominho e alecrim. Essas especiarias podem ajudar a quebrar a placa neuronal e reduzir a inflamação. A cúrcuma (açafrão), por exemplo, é bem conhecida por sua ação anti-inflamatória graças a um composto profundamente amarelo que contém curcumina.

Também vale destacar o alecrim, que contém vários compostos, incluindo ácido carnósico que ajuda a prevenir a neurodegeneração ao atacar e neutralizar os radicais livres danosos.
Alecrim, gengibre e sálvia também são conhecidos por agir da mesma maneira que certos medicamentos de Alzheimer (ao inibir colinesterases).

Indiretamente, as propriedades ricas em fitonutrientes dessas ervas e especiarias também reduzem o risco de doenças relacionadas que contribuem para problemas cognitivos, incluindo obesidade, resistência à insulina e diabetes.

Alimentação-02

GORDURAS ANTI-INFLAMATÓRIAS

Em contraste com as recomendações de dieta baixa em gorduras do passado, pesquisas recentes demonstram que comer gorduras é uma parte essencial de uma dieta saudável. De fato, existem boas evidências de que o consumo de certas gorduras saudáveis pode ser usado como uma poderosa ferramenta terapêutica para equilibrar o açúcar no sangue e reduzir a inflamação associada ao declínio cognitivo.

Salmão, sardinha e outros peixes de água fria com baixo teor de mercúrio possuem altas concentrações de ácidos graxos ômega3 (EPA e DHA), essenciais para um funcionamento saudável do cérebro. O EPA é altamente anti-inflamatório e induz a um metabolismo saudável. Já o DHA se mostrou importante para a neuroplasticidade, além de prevenir a perda de neurônios.

O abacate não é apenas rico nas boas gorduras monossaturadas, assim como é rico em vitaminas C, e ajuda a aumentar os níveis da glutationa – um importantíssimo antioxidante. Também possui efeitos positivos na função cognitiva ao melhorar a circulação sanguínea e de oxigênio no cérebro, pois é uma boa fonte de vitamina K e folato.

As castanhas, incluindo avelãs, nozes, pecan, e castanha de caju, são uma fonte equilibrada de ômega-3 e ômega-6, vitamina E, folato, vitamina B6 e magnésio.

VEGETAIS CRUCÍFEROS E FOLHAS VERDES ESCURAS

Os vegetais crucíferos incluem brócolis, couve-de-bruxelas, repolho, couve-flor e
couve. Esses vegetais também contêm compostos ricos em enxofre, que lhes conferem odor característico e altas propriedades de desintoxicação. Eles também possuem diversos nutrientes benéficos ao cérebro; o brócolis, por exemplo, é uma fonte especialmente rica de vitamina C, colina e vitamina K.

Vegetais de folhas verdes são carregados em antioxidantes, minerais e fitonutrientes que podem ajudar a melhorar o desempenho cerebral. Recomendamos comer pelo menos 3 xícaras por dia de folhas verdes escuras, como espinafre, agrião, alface romana e rúcula.  

Essas folhas verdes também contêm compostos conhecidos por bloquear sinais pró-inflamatórios e ativar mecanismos anti-inflamatórios. E como se tudo isso não fosse suficiente, esses vegetais são prebióticos, ou seja, fibras necessárias para alimentar as boas
bactérias encontradas no intestino e assim equilibrar nossa microbiota intestinal. A saúde intestinal é de extrema importância e um fator chave na abordagem contra o declínio cognitivo. 

Devido ao eixo cérebro-intestino, quando temos um intestino mais saudável, consequentemente teremos mais chance de um cérebro mais saudável. O contrário, um intestino inflamado induz a uma neuroinflamação.

ALIMENTOS QUE OTIMIZAM A METILAÇÃO

Prejuízos na metilação, um processo fundamental envolvida desintoxicação, produção de neurotransmissores e reparo de DNA, tem sido associado a uma longa lista de
doenças crônicas, uma das quais é o declínio cognitivo.

Otimizando a função de metilação ao comer alimentos ricos em seus cofatores pode ser uma ferramenta poderosa em nosso arsenal contra as demências. Alguns desses nutrientes incluem vitaminas B, como B12, B6, folato (B9) e riboflavina (B2), e minerais como zinco e magnésio. A colina é outro importante nutriente, e deficiências de colina são implicadas no aumento de dano ao DNA.

Algumas das melhores fontes de suporte à metilação incluem beterraba, espinafre, vegetais crucíferos, folhas verdes escuras, castanhas e sementes (linhaça, gergelim, abóbora, chia, etc), ovos, fígado, carne, aves e peixes.

COMIDAS FERMENTADAS

Alimentos tradicionalmente fermentados como chucrute, kimchi, pickles e kombucha contêm uma fonte rica e diversificada de probióticos (bactérias saudáveis) e prebióticos (fibra que alimenta as boas bactérias). Esses alimentos foram usados por séculos, e faz parte da dieta tradicional de muitas culturas. Incluir estes alimentos na sua dieta é essencial para manter um microbioma equilibrado, que é a essência de uma função imune saudável, assim como evita inflamação e danos neurológicos.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICAS:

1. Alzheimer’s Association 2016 Apr 12(4):459-509
2. Bredensen DE. Reversal of cognitive decline in Alzheimer’s disease. 1250 AGING, June 2016, Vol. 8 No.6
3. https://www.drkarafitzgerald.com/brain-food-eating-to-fight-cognitive-decline-free-guide/
4. C. Jiang et al. The Gut Microbiota and Alzheimer’s Disease. Journal of Alzheimer’s Disease.

FONTES:

Texto:  Dr Kleiner

Imagens:  Foto de Pixabay

Deixe seu comentário construtivo...

Leia Mais

Treino Cognitivo Futebol
Treino Cognitivo
Marcelo Godinho

Treino Cognitivo – Futebol 1

💪🧠 Treino 🧠💪 Cognitivo Semanal ⚽ Futebol ⚽   Começou o Brasileirão! Todos ficam animados com a peleja! De um lado estão os REDs (vermelhos)

Leia Mais »

Se Inscreva!

Deixe uma Mensagem.

[contact-form-7 id="654" title="Formulário de contato 1"]